terça-feira, 29 de dezembro de 2015

MMA - Os Gladiadores Estão de Volta Para Saciar o Sadismo Moderno!

MMA - Os Gladiadores Estão de Volta Para Saciar o Sadismo Moderno!

Cada vez mais o MMA (sigla em inglês de Artes Marcias Múltiplas) entra no gosto popular. Tal modalidade, antes conhecida com o singelo nome de vale tudo, surpreende pela violência extrema dentro dos rings. A modalidade movimenta cifras bilionárias, tem audiência cada vez maior e tornou-se uma indústria forte e consagrada. 
Os lutadores desferem golpes em seus oponentes com uma força gigantesca. Atletas fortes e preparados se agridem com toda força que conseguem. Muitas vezes os lutadores terminam a luta completamente desfigurado. É a espetaculização da violência. As lutas permeadas de cortes, sangue e selvageria.
Mas como a força do capital é gigantesca, a modalidade tem sido defendida por vários setores da sociedade. A Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão, faz verdadeira apologia à modalidade. Os jornais de esporte dão cada vez mais espaço para a luta. Nos Estados Unidos, a modalidade é muito estruturada e movimenta somas gigantescas de dinheiro. A violência extrema entra nos lares... e dá muito dinheiro!
Muitas pessoas afirmam que é a possibilidade de ascensão social de jovens de famílias humildes. Que ninguém é obrigado a lutar. Que ninguém é obrigado a assistir. Porém a questão é mais complexa.
Para cada lutador milionário, que tem grande aparato, com assistência médica, treinador, nutricionista e uma conta bancária gorda, vários jovens se lançam em academias precárias e se lançam em rings improvisados ou mesmo ilegais. Seu sonho de se tornar um grande astro não passa de uma ilusão. Mesmo os astros consagrados estão sujeitos a sequelas, lesões gravíssimas e até mesmo morrerem no ring, visto a brutalidade da modalidade ser tamanha. Assim, vários parasitas, como empresários, publicitários, donos de TVs e outros meios de comunicação, ganham rios de dinheiro sem verter uma gota de sangue de seus rostos. São os donos dos gladiadores.
Vivemos em uma sociedade onde a necessidade de ser bem sucedido financeiramente é algo para muitos, mais importante que a integridade física. Muitos jovens iludidos pelo canto da sereia midiática se lançam nos rings hipnotizados pela possibilidade promessa de glória e fortuna. Trocam sua saúde por um esporte sangrento e violento.

A popularidade da luta é tão grande que a mídia passa cenas dos eventos até em horários familiares. Bares, restaurantes, casas de eventos, todas transmitem a selvageria. É impossível ficar alheio aos embates. 
Dessa forma é notório que o sadismo ainda está presente em doses assustadoras na população. Vibrar ao ver uma pessoa ser espancada é muito próximo do sentimento de um cidadão romano que vibrava com as lutas dos gladiadores.
Por outro lado, a população clama por uma sociedade mais pacífica. É um grande contrassenso. Idolatram a violência, mas querem uma sociedade pacífica!

Nenhum comentário:

Postar um comentário